0

Em São Paulo: um almoço na Padaria da Esquina

IMG_3577

Meu coração é das padarias. Não tem jeito. Não pode abrir uma padaria interessante nova em São Paulo que eu já fico doida pra ir.

Esse foi o caso da Padaria da Esquina, que eu fui, me apaixonei e precisei ir de novo pra escrever um post aqui no blog.

IMG_3578

A Padaria da Esquina é uma padaria portuguesa moderna. É um empreendimento de Victor Sobral e do restauranteur Edrey Momo, donos e idealizadores do Tasca da Esquina e Taberna da Esquina. Ou seja, já era esperado uma padaria portuguesa com receitas tradicionais, mas com uma pegada mais moderninha (que o paulista ama).

O espaço é bem bonito. Temos a área da padaria e algumas prateleiras com produtos, como um pequeno empório.

IMG_3579

Visitei a casa duas vezes: uma em um domingo a tarde (que o local estava lotadíssimo) e outra em uma quinta-feira no horário do almoço (que o local estava super tranquilo).

Como na minha segunda visita quis aproveitar para almoçar, nos jogamos no cardápio de lanches e pratos.

IMG_3584 (1)

Sande Fria (R$ 21)

O meu pedido foi uma Sande fria de lombo de porco assado, tomate, manjericão, alface e aioli da Esquina (R$ 21) acompanhado de mostarda e picles. Meu lanchinho estava muito bom, o porco estava gostoso e a mostarda de acompanhamento era bem forte, o que deu um ótimo toque.

IMG_3583 (1)

Tiborna de Bacalhau (R$ 33)

Minha mãe foi de Tiborna de Bacalhau (R$ 33). A tiborna é um prato português em que o pão é usado como base para peixes e legumes. O do Padaria da Esquina vai bacalhau, espinafre, palmito pupunha, tomate assado, salsa, azeitonas, cebola e queijo meia cura por cima de uma fatia de pão de azeite.

Achei o recheio bem leve e com sabor suave, mesmo tendo diversos ingredientes de sabor forte. O que pegou mesmo foi o pão: bem duro, difícil de cortar com a faca (mordendo então, pior ainda).

IMG_3586 (1)

Vitrine de doces: um mais lindo e mais gostoso que o outro

De sobremesa tive que pedir o Fofo de Chocolate (R$ 9.10), um bolinho de chocolate baixo, que lembra uma mousse de tão cremoso. Tinha provado na minha primeira visita e me apaixonado por ele de tão bom.

Também levei alguns pães para casa, como o de azeite que é delicioso e super leve. Vale a pena uma visita na casa para provar também os doces portugueses (como o pastel de nata) que são muito bons.

Padaria da Esquina – Alameda Campinas, 1630, Jardim Paulista. São Paulo – SP.

Procurando hotel em São Paulo? Reserve pelo Booking.com, o maior site de reservas do mundo. Reservando por esse link, uma porcentagem da sua hospedagem vem para ajudar a manter o blog (sem você pagar nada a mais por isso  ).

Siga o instagram do blog! @lugarzinhosporai e siga a gente pelas nossas andanças pelo mundo 😉

 

Anúncios
1

Em São Paulo: um almoço de domingo no Bráz Trattoria

IMG_3383Amados viajantes comilões, me perdoem. Vira e mexe eu sumo do blog, por motivos de força maior (quebra na rotina, preguiça, um pouco de decepção bloguística…). Mas espero voltar de vez, e conseguir pelo menos um postzinho por semana.

Por mais que eu não esteja postando no blog, eu sempre estou pensando nele. Quando conheço um lugar novo, ou tenho uma pauta pro blog, eu escrevo primeiro em um caderno (que eu levo pra todo lugar comigo) e depois só transcrevo no WordPress pra vocês. Meu caderninho tá cheio de post pra digitar, e esse é o caso da resenha de hoje, que está esperando desde o dia CINCO DE MAIO pra ser postada (parabéns, Leonora, pela rapidez).

IMG_3372

Graças ao livrinho Dois Por Um que compramos, tínhamos um desconto para ser usado no Bráz Trattoria. Como namorado aaaama comida italiana, lá fomos nós visitar a casa em um almoço de domingo.

O Bráz Trattoria é uma extensão da Bráz Pizzaria, servindo as suas famosas pizzas combinada com um menu de comida italiana clássica. Quem comanda as receitas da casa é o sócio e chef Benny Novak (que também é dono e também assina o menu do Ici Brasserie).

O Bráz Trattoria fiva no último andar do Shopping Cidade Jardim (apenas o shopping mais fancy de São Paulo). Tem um estilo de decoração industrial moderno, e através das grandes janelas do restaurante dá pra ter uma vista legal da Marginal Pinheiros.

Chegamos na casa às 13 horas de um domingo, e já estava lotada. Esperamos mais ou menos vinte minutos para conseguirmos uma mesa.

Como já havíamos provado as pizzas em algumas visitas no Bráz Pizzaria, decidimos dessa vez provar os pratos que a casa oferece.

IMG_3375

Arancini Bráz (R$ 26)

De entrada, pedimos o Arancini Bráz (R$ 26): bolinho de risoto recheado com queijo. Primeiro ficamos chocados pelo tamanho da porção, que vem com apenas três pequenos arancinis. Segundo que eu queria entender porquê os restaurantes servem entradas em número ímpar, já que sempre vemos as mesas ocupadas por 2 ou 4 pessoas. O arancini estava gostoso, recheado com bastante queijo, mas pelo custo/benefício não vale a pena. Não é tão bom pra custar tanto por 3 bolinhas pequenas.

IMG_3377

Porchetta (R$ 49)

Pedi a Porchetta (R$ 49) acompanhada de cebolas assadas e polenta crocante de prato principal. Porchetta é um prato típico italiano feito de porco desossado, marinado em uma mistura de ervas e especiarias.

Nós amamos porchetta, e toda vez que temos oportunidade fazemos aqui em casa, mesmo sendo um prato demorado e um pouco delicado. Achei a porchetta do Bráz um pouco seca, mas a polenta crocante e a cebola estavam sensacionais. As cebolas ao balsâmico combinaram muito bem com a carne de porco.

IMG_3379

Spaghetti à Carbonara e Polpettine de Pancetta (R$ 52)

Também pedimos o Spaghetti à Carbonara e Polpettine de Pancetta (R$ 52). Spaghetti à Carbonara é um macarrão feito com ovos, pimenta do reino, queijo parmesão e bacon. É outro prato que amamos cozinhar em casa. A versão do Bráz estava beeem cremosa e gostoso, mas achamos que faltou um pouco de pimenta do reino. Corrigimos pedindo a pimenta a parte e colocando por cima.

Como usamos o cupom do Dois Por Um, a conta com bebidas e serviço deu R$ 105. O atendimento no restaurante foi ótimo, um dos melhores que já tivemos e o ambiente é bem bonito. Achei os pratos bem ok, mas como gostamos bastante da pizza do Bráz provavelmente voltaremos ao restaurante.

Bráz Trattoria – Av. Magalhães de Castro, 12000. Shopping Cidade Jardim. São Paulo – SP

Procurando hotel em São Paulo? Reserve pelo Booking.com, o maior site de reservas do mundo. Reservando por esse link, uma porcentagem da sua hospedagem vem para ajudar a manter o blog (sem você pagar nada a mais por isso 😉 ).

Siga o instagram do blog! @lugarzinhosporai e siga a gente pelas nossas andanças pelo mundo 😉

6

Em São Paulo: provando o menu degustação do A Casa do Porco

acasadoporco1

Na nossa muito humilde opinião, um dos chefs mais notórios na atual cena gastronômica paulista (quiçá brasileira) é o Jefferson Rueda.

Depois de ter ganho notabilidade sendo o chef do Attimo, entre 2011 e 2015, e ser o responsável pelo ganho da estrela Michelin da casa, Jefferson resolveu abrir no Centro de São Paulo um restaurante 100% autoral, onde a estrela principal é a carne de porco.

acasadoporco4

Parte interna da Casa do Porco

É bonito ver essa troca de um restaurante que só usa ingredientes refinados e caros (como trufas, ovas) por um que usa um ingrediente que ainda não é apreciado como deveria pelos brasileiros, e ainda ter um resultado inovador e, acima de tudo, saborosíssimo. É difícil conseguir impressionar e inovar com o comum.

acasadoporco5

Como a casa tem fama de lotar antes mesmo de sua abertura, chegamos as 11:30 da manhã de um domingo para garantirmos nossa mesa. A casa só abre ao meio dia e já tinha uma fila bem grande. Conseguimos pegar uma das últimas mesas do lado de fora (quando todas as mesas foram preenchidas, a espera para o almoço era de duas horas).

acasadoporco11

Embutido de cabeça de porco e copa, servidos com mostarda fermentada no tucupi, compota de bacon e picles de vegetais

acasadoporco10

Tartar de porco maturado e sanguiça de sangue com tangerina e broto orgânico

Como queríamos provar um pouco de tudo, pedimos o Menu Degustação, que consiste em pequenas porções e pequenos canapés dos pratos mais célebres da casa, servidos em vários passos. Os pratos foram os seguintes:

  • Embutido de cabeça de porco e copa, servidos com mostarda fermentada no tucupi (muuuito boa), compota de bacon e picles de vegetais;
  • Tartar de porco maturado e sanguiça de sangue com tangerina e broto orgânico;
  • Pão no vapor com barriga de porco, cebola roxa e pimenta fermentada;
  • Croquete de porco servido com mostarda de tucupi e pimenta fermentada;
  • Canapé de virado à paulista: porco, feijão, couve e linguiça com ovo de codorna;
  • Torresmo de pancetta com goiabada;
  • Sushi de papada de porco com tucupi preto e nori;
  • Porco San Zé: porco, tutu de feijão, tartar de banana e couve.

acasadoporco8

 

Croquete de porco servido com mostarda de tucupi e pimenta fermentada

acasadoporco7

Canapé de virado à paulista

acasadoporco3

Sushi de papada de porco: um clássico da casa

Sim, comemos muito. E sim, tudo estava muito bom, excepcional até. Como foram muitos pratos, vou falar apenas dos meus favoritos (se não o post terá 700 metros), mas, de novo, tudo estava muito bom. Não dá nem para expressar direito o quão bom estava.

acasadoporco9

Pão no vapor com Barriga de Porco

O Pão no Vapor Com Barriga de Porco estava divino. O molinho do pão, com a barriga de porco e o azedinho da pimenta fermentada e a cebola ficaram demais. Conquistou muito o meu coração, e só de lembrar me dá água na boca.

acasadoporco6

Torresmo de Panceta

O torresmo de panceta com goiabada é um prato super simples, mas foi uma das coisas mais “Meu Deus, o que foi isso que eu comi?” que eu já provei na vida. Panceta grossa, crocante por fora e super suculenta por dentro. Sério, maravilhosa. E o docinho da goiabada foi a cereja do bolo pra me conquistar.

acasadoporco2

Porco San Zé

O Porco San Zé é o carro-chefe da casa. Pedaços suculentos de porco, com um tutu de feijão muito bom, uma farofa incrível (tão boa que lembra até um leite ninho salgado – ok parece viagem mas eu achei, o namorado também e a menina da mesa do lado chegou até a perguntar para o garçom se era leite ninho) e um tartar de banana muito saboroso. Raspamos os pratos.

acasadoporco12

Pudim de Leite

Mesmo praticamente rolando de tanto que comemos, pedimos uma sobremesa. O Pudim de Leite da Casa do Porco é finalizado com chantilly de caramelo e algodão doce. Qualquer coisa meio lúdica já me ganha, e esse pudinzinho com uma nuvenzinha de algodão doce me matou de amores. Achei super válido estar no centro da famosa Terra da Garoa e ter uma nuvem em cima do meu pudim. De sabor, o pudim é super leve e cremoso.

O total da conta com 4 cocas, 2 águas e 2 menus degustação foi R$ 250,00. Um preço justo pra uma das refeições mais bem feitas e diferentes da minha vida. Valeu muito a pena ter que chegar cedo, esperar, rezar pra conseguir uma mesa, porque foi um almoço que lembrarei por muito tempo e um restaurante que, com certeza, retornarei.

A Casa do Porco – Rua Araújo, 124, República – São Paulo, SP

Procurando hotel em São Paulo? Reserve pelo Booking.com, o maior site de reservas do mundo. Reservando por esse link, uma porcentagem da sua hospedagem vem para ajudar a manter o blog (sem você pagar nada a mais por isso 😉 ).

Siga o instagram do blog! @lugarzinhosporai e siga a gente pelas nossas andanças pelo mundo 😉

2

Em São Paulo: um pequeno (e gostoso) café da manhã no Sofá Café

sofacafe1Se tem um lugar que eu tinha muita curiosidade pra ir e NUNCA conseguia visitar, é o Sofá Café. Li resenhas e mais resenhas do local e jamais consegui encontrar um dia que eu estivesse passando por perto com alguém que topasse ir tomar um café. Até que no primeiro dia de frio do ano, namorado finalmente topou.

O Sofá Café é a cafeteria que serve cafés especiais do engenheiro florestal Diego Gonzales. Aberta em 2011, já ganhou diversos prêmios de melhor café da cidade, e já existem mais 3 casas em São Paulo, uma no Rio de Janeiro e uma em Boston.

sofacafe3

Estava lotada quando chegamos. Quando saímos, só tinha a gente.

Aproveitamos para visitar em um sábado de manhã a unidade de Pinheiros, que estava bem cheia.  A casa um pouco escondida no bairro de Pinheiros tem uma decoração super legal, um ambiente que dá vontade de passar horas e horas tomando café.

Quando chegamos, rolou uma demora para sermos atendidos na mesa, o que fez com que eu precisasse levantar e fazer meu pedido direto no caixa. 15 minutos depois, eu estava feliz com o meu café quentinho.

sofacafe4

Mocha Paçoca (R$ 11)

Para beber pedi o Mocha Paçoca (R$ 11), espresso com leite cremoso com canela e paçoca. O café vem em um copo super legal, que parece pesado quando você vê, mas é super levinho. O mocha é delicioso, e comi até o último pedacinho de paçoca do fundo. Fiquei tentadíssima em pedir outro café do cardápio para provar, mas me segurei com todas as forças possíveis e impossíveis.

sofacafe

Waffles com Nutella (R$ 11,50)

Para comermos, pedimos uma porção de Waffles com Nuttela (R$ 11,50), que tinha a massa crocante e fresquinha e veio com um potinho de nuttela generoso pelo preço dos waffles. Achei uma delícia, e comeria mais uns 4 se pudesse.  😛

Nossa visitinha foi super rápida, o suficiente para eu me apaixonar pelo café e pelas comidinhas. Voltarei mil vezes para provar as outras coisas.

Sofá Café – Rua Bianchi Bertoldi, 130 – Pinheiros, São Paulo – SP

Procurando hotel em São Paulo? Reserve pelo Booking.com, o maior site de reservas do mundo.

2

Em São Paulo: uma visita ao Mercado de Pinheiros

mercadaodepinheiros

Sempre gostamos de visitar mercadões: seja o de São Paulo mesmo, ou o pequenininho da minha cidade, ou em quase todas as nossas viagens. O Mercado de Pinheiros, ali no Largo da Batata, não seria uma opção que visitaríamos, mas por ter algumas lojas de chefs conhecidos no seu espaço, acabou despertando a nossa curiosidade. Não dizemos ‘não’ à um passeio gastronômico legal.

Visitamos o espaço em uma sexta-feira no fim da tarde. Os boxes de compras de alimentos como açougues, peixarias, vinhos, fecham as 18 horas. Alguns restaurantes ficam abertos até as 20 horas, mas é melhor chegar bem antes (explico direito abaixo).

Como chegamos exatamente as 18 horas, quase todos os boxes estavam fechados tirando os restaurantes. Ficamos meio chateados porque queríamos explorar um pouco o local, mas tudo bem.

mercadaodepinheiros4

Comendoria Gonzales

O Mercado de Pinheiros começou a ficar mais badalado depois da chegada da Comendoria Gonzales, restaurante peruano do chef Checho Gonzales, que ficou conhecido pela qualidade dos pratos que servia pelo precinho módico. Logo em seguida veio o Mocotó Café, uma proposta mais rápida do restaurante nordestino Mocotó, do aclamado chef Rodrigo Oliveira. Depois, chegou o querido Alex Atala inaugurando quatro boxes no mercado do Instituto Ata, projeto que visa rever a relação entre o homem e a comida.  Por fim, chegou o pessoal do Napoli Centrale, uma pizzaria que faz pizzas napoletanas (ou seja, com farinha italiana original) que prometia ser ótima.

mercadaodepinheiros5

Mocotó Café

Nosso plano era comer os dadinhos de tapioca do Mocotó Café, depois comermos o ceviche da Comendoria Gonzales e, para finalizar, uma pizza do Napoli Centrale. O plano foi por água a baixo, porque o Mocotó Café fecha as 18 horas em ponto, por isso ficamos sem os dadinhos de tapioca. Sem problemas, passamos pro ceviche.

mercadaodepinheiros3

Ceviche de Frutos do Mar (R$ 23)

Na Comendoria Gonzales, você pode escolher entre ceviche de frutos do mar ou de peixe do dia, e escolher entre quatro marinadas. Nós escolhemos o ceviche de frutos do mar (R$ 23) que é de camarão, polvo e pescada amarela com a marinada de suco de manga (suco de manga, suco de limão, cebola roxa, tomate, pimenta dedo de moça, coentro. hortelã, aroeira e sagu de coco). Primeiro de tudo, o ceviche é lindo, super colorido. O sabor da marinada estava super gostoso, minha única reclamação sobre o prato era que o polvo estava bem duro. Tirando isso, o ceviche estava bem saboroso.

mercadaodepinheiros2

Napoli Centrale

Como o namorado tinha ido na Napoli Centrale para comprar uma coca-cola, ele já me informou que só haviam apenas mais 10 massas de pizza (isso eram umas 18:30 h), ou seja, se não pedíssemos logo, ficaríamos sem. Por isso, como eu disse lá em cima, é melhor ir cedo. Você pega tudo aberto e sem chance de faltar alguma coisa que você queira comer.

mercadaodepinheiros1

Pizza de Burrata e Parma (R$ 25)

Conseguimos pedir nossa pizza, e escolhemos o sabor Burrata e Parma (R$ 25), que era recheada com burrata, pomodorino Giallo e Rosso, presunto cru e raspas de limão siciliano. A massa da pizza napoletana é bem diferente, tem um sabor bem acentuado (como se fosse um pão integral leve). O recheio estava bem gostoso, as raspas de limão siciliano ficaram bem pronunciadas.

No fim, nós tivemos um jantar gostoso com o valor muito justo. Valeu a pena para conhecermos o espaço, e deixamos pra uma próxima visita os dadinhos de tapioca do Mocotó Café.

Mercado Municipal de Pinheiros – Rua Pedro Cristi, 89, Pinheiros. São Paulo – SP.

Procurando hotel em São Paulo? Reserve com o Booking.com, o melhor site de reservas do mundo.

Já seguiu o instagram do blog? Segue lá @lugarzinhosporai e veja nossas andanças por aí.