5

1 ano de Lugarzinhos Por Aí: 4 lugares que eu gostaria de voltar

Um ano atrás eu resolvi contar nesse espaço minhas aventuras e desventuras gastronômicas e de viagem. Foi um ano de poucos posts por falta de tempo (juro que estou tentando mudar isso, amo escrever no blog), mas de vários lugares visitados.

Para comemorar, decidi fazer uma listinha de 4 lugares que eu já postei que eu gostaria de voltar, mas por algum motivo, seja por localidade, ou preço, ainda não voltei.

padocadomani31. Padoca do Mani, em São Paulo

Dos mesmos donos do Maní,  o Padoca do Maní tem cardápio feito pela chef Helena Rizzo, eleita em 2014 pela Revista Restaurant a melhor chef mulher do mundo. É a padaria mais fofa e gostosa que eu já tive o prazer de ir. Sans Souci Café2. Sans Souci, em Campos do Jordão

O espaço é um mix de bistrô, café e confeitaria comandado pelo chef Thiago Fegies, em Campos do Jordão. Já faz um ano que fomos lá e sempre me pego sonhando com o bolo trufado com frutas vermelhas e o incrível cappuccino. Sempre me pego querendo inventar uma viagem pra Campos só para ir nesse café novamente.

hardrock4

3. Hard Rock Cafe Buenos Aires, em Buenos Aires

O Hard Rock Cafe é uma rede de restaurantes conhecida por decorar seus espaços com memorabilia de astros do rock e do pop mundial. Me encantou por causa dessa costelinha de porco com molho barbecue maravilhosa.

sarkis4

4. Sarkis, em Buenos Aires

O Sarkis é considerado pelo Guia Oleo (guia gastronômico argentino) como o melhor restaurante árabe-armênio da cidade de Buenos Aires e estragou todos os outros homus do mundo pra mim. Agora toda vez que eu quero comer comida árabe, eu lembro dele e fico triste porque está longe. 😥

Bom, é isso pessoal. Que venha mais um ano de gordices e viagens (e que eu consiga ser uma blogueira mais presente).

 

Anúncios
10

Afinal, o que é o cubierto?

cabanalaslilas1

Muitos brasileiros quando visitam a Argentina se surpreendem ao pagar a conta nos restaurantes e dar de cara com uma taxa cobrada chamada cubierto, que gera muitas dúvidas.

Muitas pessoas acham que o cubierto é a cestinha de pães servida antes do prato principal oferecido pela casa, mas não é, afinal, mesmo que você recuse a cesta de pães, o cubierto será cobrado.

Cubierto, em português, quer dizer talher e basicamente é a cobrança pelo serviço de mesa, a fim de garantir a reposição dos itens que são necessários para o cliente. O que quer dizer que você precisa pagar para usar os copos, pratos e talheres do local.

É uma taxa cobrada por pessoa, custando normalmente de 5 a 30 pesos (apesar que na minha viagem cheguei a pagar 90) e normalmente o preço do cubierto está marcado no cardápio.

Não, não é uma taxa que faz sentido, já que presume-se que a reposição de itens seja algo inerente ao negócio de se ter um restaurante. Não é uma taxa que é estipulada por lei e nem todos os restaurantes a cobram. Por mais que não seja uma taxa bem injusta, infelizmente é uma questão cultural e ela tem que ser paga, não tem jeito. 

0

Dica: Fazendo câmbio em Buenos Aires

câmbio

Desde o começo do planejamento para a viagem à Buenos Aires, tivemos uma grande dúvida: o dinheiro. Vamos levar reais? Vamos trocar os pesos aqui? Vamos levar dólar?

Todas as pessoas que conhecemos que foram à Argentina e todos os blogs que lemos não recomendam a troca no Brasil, por se cobrar um valor mais alto no peso do que ele realmente vale. Mesmo assim, resolvemos ir em uma casa de câmbio para verificar nós mesmos se, de fato, não valia a pena. Quando fomos ver a cotação aqui no Brasil, estava 1 real = 2 pesos. Como eu já tinha visto no site do Banco de la Nación Argentina que lá, no câmbio oficial, estava  1 real = 2,50 pesos, realmente vimos que não valeria a pena, então já descartamos essa possibilidade.

Então começamos a ver nossas opções. Poderíamos trocar no oficial no Banco de La Nación assim que chegássemos na cidade, ou poderíamos trocar no paralelo: ou trocando com arbolitos na Calle Florida (o que não foi recomendado por nenhum blog que eu li, mesmo todos dizendo que nunca ouviram falar de casos de falsificação por arbolitos) ou contatando alguma das empresas de turismo que fazem a troca de reais por pesos no hotel.

No fim, decidimos que iríamos trocar um pouco de pesos no Banco de La Nación assim que chegássemos para pagar o taxi e nossos primeiros gastos na cidade e o resto trocaríamos com uma das empresas que fazem troca de reais por peso no hotel.

A primeira empresa que eu achei nas minhas pesquisas foi a famosa Boston Cash. Muitas pessoas já fizeram a troca com eles e relataram que deu tudo certo, mas eu comecei a ler as avaliações deles no facebook e já não fiquei muito feliz, nem segura. Quando os contatei, ninguém me explicou absolutamente nada, só foi meio ‘tá, você quer marcar a troca ou não’ e isso já descartou a empresa pra mim.

Descartada  a Boston Cash, comecei a procura por outra empresa conhecida que fizesse a troca. Foi quando eu encontrei um post de uma blogueira que havia trocado com uma empresa chamada Turismo Baires, relatando que foram super prestativos com ela.

Resolvi entrar em contato com essa Turismo Baires, um pouco insegura porque eles só tinham 11 avaliações no facebook (todas extremamente positivas). A resposta da minha mensagem foi quase automática, explicando todas as minhas possíveis dúvidas: que eles iam ao hotel no horário estipulado, que  cotação era a postada no dia da página deles no facebook e que ainda todas as notas que eles trocavam possuíam um carimbo da empresa para sabermos a procedência do dinheiro e evitar possíveis golpes.

Resolvemos marcar com eles para a troca e assim que chegamos no hotel, o Danilo (uma das pessoas que trabalham com eles) já estava me aguardando para fazermos a troca. A troca foi feita com a cotação do dia, que era 1 real = 3,85 pesos. O Danilo ainda foi super prestativo, deu algumas dicas sobre a cidade e como a empresa estava a disposição para qualquer dúvida.

Além do serviço de câmbio, a empresa também trabalha com venda de passeios turísticos, mas como eu não comprei nenhum, não posso recomendar. Mas trocar o dinheiro com a Turismo Baires foi menos uma dor de cabeça na viagem e eu recomendo muito os serviços de câmbio deles.

0

5 Apps e Sites Para Ajudar a Planejar a Sua Viagem


FotorCreated

Quando queremos planejar uma viagem, é super normal se sentir perdido, sem saber por onde começar as suas pesquisas.

Antigamente, o problema de se situar em um local que nunca visitamos era muito pior: dependíamos unicamente de guias, mapas e dicas de pessoas que já visitaram o destino. Hoje em dia, graças a internet, podemos planejar toda a nossa viagem e coletar informações diversas com muito mais facilidade. No post de hoje, vou mostrar 5 sites e apps que me ajudam MUITO a planejar minhas viagens (sejam pra perto ou pra longe).

Decolar.com

Para que serve: Comprar e pesquisar valores de passagens aéreas, reservar hotéis, comprar pacotes de viagens e reservar carros. Disponível em aplicativo para IOS e Android.

Eu uso o decolar.com para começar as minhas pesquisas de compra de passagem. Comprar passagem requer tempo e muita pesquisa, e o site do decolar ajuda muito por ter evolução dos preços durante os meses e ter a opção de ver a diferença de valores nos dias seguintes e anteriores que você resolveu marcar para a viagem. Ajuda muito a encontrar um valor melhor, caso tenha disponibilidade de datas. Dá para criar alertas quando aparecer preços baixos de passagem perto da data pesquisada, o que é ótimo.

Booking.com

Para que serve: Pesquisar hotéis e fazer reservas. Não cobra taxa de reserva e está disponível em aplicativo para IOS e Android.

Eu uso o booking.com para iniciar minhas pesquisas de hotel e para fazer as reservas. Digo iniciar, porque, mesmo lendo todas as avaliações disponíveis no booking sobre o hotel, eu gosto de dar uma olhada no tripadvisor também.

Tripadvisor

Para que serve: Para pesquisas de hotéis, restaurantes e o que fazer no seu destino. Está disponível em aplicativo para IOS e Android.

O tripavisor me ajuda sempre a terminar de tomar a decisão do hotel. Mesmo sendo conhecido por ter algumas avaliações negativas falsas, eu gosto de ver as fotos reais dos viajantes. As vezes as fotos do hotel do booking (todas tratadas), não dão a noção real do lugar que você irá ficar. Gosto do TA também por dar uma ajuda na hora de planejar restaurantes e o que fazer no destino.

Foursquare

Para que serve: avaliações de restaurantes e lugares. Sempre usei por aplicativo (disponível para IOS e Android), mas possui site.

Eu particularmente odeio ir para um lugar sem saber aonde comer, e o tripadvisor e o foursquare me ajudam muito nisso. No FS eu sempre faço a pesquisa e deixo lugares salvos para sempre ter opções de escolha na hora de sair para comer, seja na minha cidade ou na cidade destino da viagem.

Maps

Para que serve: ver mapas, definir rotas, criar mapas personalizados e muito o mais. Disponível em aplicativo para Android e IOS, mas eu sempre uso pelo site.

Quando vou planejar os roteiros da minha viagem, sempre crio um mapa personalizado para ter noção aonde ficam as coisas para poder me programar melhor. Se o lugar aonde eu vou tem streetview, o uso para achar mercados, farmácias, etc. perto do hotel.

Esses aplicativos sempre ajudam muito na hora de me planejar, e espero que agora ajudem vocês também.