3

Provando os doces do quiosque da Nutella em São Paulo

nutella4

Ano passado abriu em São Paulo o primeiro quiosque da Nutella, voltado a vender quitutes como bombas, croissants, crepes e bolos recheados com o famoso creme de avelã com chocolate, que chegou a ter filas de quase uma hora durante as suas primeiras semanas. Um ano depois e algumas filiais abertas, resolvi finalmente provar os doces.

nutella

Cardápio do quiosque

Fomos em um domingo a tarde no quiosque do Shopping Morumbi, e devo dizer que estava bem movimentado, com espera de bons quinze minutos para aguardar o crepe. Mas tudo bem, fizemos nosso pedido no caixa e ficamos aguardando nossa senha ser chamada, o que rapidamente aconteceu.

nutella2

Os pedidos do namorado foram uma tartelette (tortinha) e uma bolacha dupla. Ambos estavam deliciosos, com a massa fresquinha e crocante super recheados de nutella. O meu pedido foi uma bomba e eu não fui tão feliz. Pela bomba ser grande, precisaria de muita nutella para que ela não ficasse seca, e não foi o que aconteceu. Veio uma camada fina de nutella, e, apesar da massa ser bem gostosa, acabou ficando bem seca.

Claro que eu poderia ter pego uma porção de nutella extra, mas a preguiça de voltar até o quiosque foi maior.

nutella3

Outro ponto negativo é que, por ser um quiosque, não tem lugares para sentar. Por mais que seja okay, é bem chato tentar comer doces cheios de nutella caindo de pé ou andando pelo shopping.

No fim, não achei que valeu a pena. Prefiro comprar meu pote de nutella e me deliciar em casa.

Anúncios
5

Em São Paulo: jantando no Tantra

tantra4

Desde pequena a culinária asiática sempre despertou meu apetite, então eu sempre fui curiosa a experimentar novos pratos dessa região do mundo. Sempre quero conhecer um restaurante novo desse tipo de culinária e o Tantra está na minha lista há anos.

Então quando namorado perguntou aonde eu queria comemorar meu aniversário de 23 aninhos (que foi no dia 14 de dezembro), não tive dúvida: quero ir no Tantra. Então escolhemos uma das cinco unidades que ele possui em São Paulo e fomos.

tantra

Parte dos temperos no bufê do Mongolian Grill

Como era uma segunda-feira, o restaurante estava praticamente vazio. A decoração do lugar é do tipo que quer te transportar pra algum vilarejo na Tailândia, com luz baixa para não estragar o clima dos casais (aliás, luz baixa demais).

tantra2

Cozinheiro preparando meu Mongolian Grill na Chapa

Nosso escolhido foi o grande atrativo da casa, o Mongolian Grill. O Mongolian Grill (R$ 72,90, no jantar durante a semana) é um bufê de aves, carnes, pescados, vegetais, temperos e molhos no qual você monta a sua cumbuquinha (da forma que você quiser ou seguindo as receitas na parede) e leva para o cozinheiro preparar na chapa na sua frente. No jantar você pode se servir quantas vezes quiser, enquanto no almoço é limitado a apenas duas vezes.

tantra5

Carnes cruas para montar o Mongolian Grill

tantra3

Minha primeira criação – feita com carne de bufalo

A experiência é bem legal. O restaurante possui carnes e pescados diferentes, como bufalo, javali e carne de tubarão e eu gostei bastante do processo de montar os pratos (mesmo seguindo as orientações da parede, por eu ser um desastre em combinações na cozinha rs).

tantra6

Happy Birthday to meeee – com direito a brownie com vela de estrelinhas

Como fomos no meu aniversário, ganhei da casa um brownie com sorvete (teve direito até a vela com estrelinhas – mas sem parabéns, graças a Deus). Não gostamos tanto do brownie, mas acho um mimo dar uma sobremesa para o aniversariante.

No geral, gostei bastante do restaurante, especialmente por possuir carnes diferentes do convencional no bufê. A casa também possui pratos a la carte que me deixaram bastante curiosa e com certeza voltarei lá.

Tantra Restaurante – Rua Chilon, 364 – Vila Olímpia. São Paulo, SP.

 

 

 

 

0

Em Buenos Aires: visitando o Cemitério da Recoleta

cemitériodarecoleta

Em uma segunda-feira ensolarada rumamos para o agitado bairro Recoleta para visitar o famoso Cemitério da Recoleta (Cementerio de La Recoleta). Ele é um dos pontos turísticos mais visitados de Buenos Aires, principalmente por abrigar os túmulos de grandes personalidades argentinas, como de Eva Perón (que é, de longe, o túmulo mais visitado).

O Cemitério da Recoleta foi fundado em 1822, aos fundos da Igreja Nuestra Señora del Pilar (que, com certeza, também merece uma visita nem que seja rapidinho), e logo tornou-se a última morada da alta sociedade porteña.

cemiteriodelarecoleta6

O que torna a visita indispensável é que boa parte dos túmulos são verdadeiras obras de arte. Por abrigar a nata da sociedade porteña do século XIX, quando a Argentina vivia dias de prosperidade infinitamente maiores do que os dias de hoje, a arquitetura e esculturas que compõem o cemitério são de artistas internacionais famosos, o que o torna praticamente um museu a céu aberto.

cemitériodarecoleta4

Salvador María del Carril e Tiburcia Dominguez – tanta raiva durante a vida que suas estátuas foram colocadas de costas durante a morte

Atualmente o cemitério abriga 19 presidentes argentinos, 2 vencedores do prêmio Nobel, 10 escritores, além de vários artistas, poetas e atletas. Isso sem mencionar as incontáveis histórias das famílias enterradas, como o casal Salvador María del Carril e Tiburcia Dominguez, que se odiavam tanto que, quando Tiburcia morreu (15 anos após Salvador María), ela pediu para que seu busto ficasse de costas para a estátua do marido, para não terem que se olhar nem mesmo na morte.

cemiteriodarecoleta2

Eu e o namorado ficamos (literalmente) perdidos durante quase uma hora e meia dentro do cemitério. Mas curtimos bastante, a arquitetura do local é incrível e encontrar nomes famosos da história argentina era sempre divertido. Alguns mausoléus estão em estado deplorável por serem extremamente antigos, mas a grande maioria ainda está lá , praticamente em perfeito estado.

O Cemitério da Recoleta abre todos os dias, das 7h as 17:45h, a visita é gratuita. Para alguns, essa visita pode parecer um tanto mórbida, mas vale a pena passar por cima do preconceito e fazer, pelo menos, uma visitinha rápida.

Cementerio de La Recoleta – Junín, 1760 – Buenos Aires, Argentina.

2

Em São Paulo: Tomando açaí na Frutaria São Paulo

frutariasaopaulo

Na semana em que voltamos de Buenos Aires estava fazendo um calor dos infernos em São Paulo, e automaticamente senti uma vontade absurda de comer açaí. Depois de sete dias exagerando em terras hermanas, fui tentando jogar a vontade pra lá, até que algum conhecido do instagram postou uma foto linda e maravilhosa de um açaí na tigela da Frutaria São Paulo.

Foi o que bastou para eu começar a encher a paciência do namorado para irmos lá e, finalmente, no domingo fomos.

frutariasaopaulo2

A Frutaria São Paulo é um restaurante com três unidades na cidade (Oscar Freire, Itaim Bibi e Vila Nova Conceição). Voltado ao público que prefere uma alimentação mais saudável, possui grelhados e sucos bem elaborados no cardápio, mas também serve itens mais calóricos, como o açaí na tigela e os milk shakes.

frutariasaopaulo3

Como queria açaí, pedi uma tigela de 400 ml do tradicional (a casa ainda possui o Açaí Frutaria, com 70% menos açúcar do que a versão tradicional). Para acompanhar pedi leite em pó e banana fatiada. Açaí era bem cremoso, gelado mas sem estar congelado e a banana estava com gosto que estava começando a passar. Mas em geral, bom.

frutariasaopaulo4

Namorado pediu um milk shake pequeno de paçoca, e aí chegou esse tamanhão de copo na nossa mesa. Não sei se realmente esse é o tamanho pequeno (tivemos nossa dúvida porque realmente era grande), mas tomamos tudo. O milk shake era muito bom, bem cremoso com bastante gosto de paçoca.

No geral, a Frutaria São Paulo é um lugar bonito, tem um ambiente super bacana, bom para ir jogar conversa fora enquanto toma um açaí ou um suco, mas prepare o bolso: um açaí com dois acompanhamentos e um milk shake custou cerca de 60 reais.

Frutaria São Paulo – Rua Bandeira Paulista, 327. Itaim Bibi, São Paulo.